Novo artigo

O projecto enquadra-se no âmbito das grandes linhas estratégicas do programa do Governo de São Tomé e Príncipe e do plano de actividades da Câmara Distrital de Água Grande (Cidade de São Tomé) tendo em vista a melhoria das condições de saneamento do meio e nomeadamente, a um nível primário, no que respeita aos resíduos sólidos urbanos.

O Objectivo concreto do projecto consiste na queima do metano obtido do tratamento dos resíduos sólidos urbanos (RSU) recolhidos quer pela unidade competente da Câmara Distrital de Água Grande, como por brigadas específicas constituídas no âmbito do projecto e tratados no aterro sanitário a ser construído em Correia, Distrito de Água Grande.

Propõe-se o estabelecimento de uma estação de triagem de todo o lixo recolhido de forma que para o aterro sanitário concorram os resíduos sólidos biodegradáveis numa percentagem de 75% desses resíduos .

Os resultados de uma análise visual sobre o processo de recolha e descarga de lixos, efectuada em S.Tomé pelo grupo TRAGSA durante 10 dias, por ocasião da realização do estudo para a construção do aterro sanitário em S.Tomé e Príncipe, mostraram que existem cinco grandes tipos de lixos, que são: desperdícios, escombros e folhas (3,5%); desperdícios verdes (23,4%); lixos dos mercados (24,6%); papel, garrafas e diversos (41,7%) e serradura (6,5%).

Observaram ainda que as cascas das nozes de coco apresentam uma importância substancial, os restos de comida são relativamente escassos devido a existência de porcos, a existência de desperdícios verdes é proeminente, com maior pendor para as folhas e desperdícios orgânicos provenientes sobretudo dos mercados.

Existem ainda uma presença dominante de resíduos de embalagens por toda a ilha, tais como bidões e vasilhames diversos de bebidas, sacos de plástico, cartões de embalagem e outros resíduos não biodegradáveis.

A recolha que é efectuada pelas brigadas da Câmara Distrital de Água Grande, só é realizada correctamente no centro da cidade de S.Tomé, e mais ou menos nalgumas ruas.

Os contentores de lixo estão espalhados por diversas partes no centro da cidade e nos arredores, mas nalgumas localizações e nalgumas localidades manifestam-se insuficientes, à semelhança dos meios de transporte de resíduos, que são inadequados ou insuficientes, o que pode explicar em parte a existência de lixeiras ilegais.

| Planta do sítio Web | Sobre ... |
fluxo rss